terça-feira, 24 de outubro de 2017

O SERVO NÃO É MAIS DO QUE O SEU PATRÃO


O SERVO NÃO É MAIS DO QUE O SEU PATRÃO

Diz Jesus:
“Eu vos dou o mandamento de amar-vos. E de perdoar-vos. Entendestes? Se no mundo existe o ódio, entre vós exista o amor. Para com todos. Quantos traidores encontrareis em vosso caminho! Mas não os deveis odiar, nem pagar-lhes mal com mal. Se assim não for, o Pai vos odiará. Antes de vós Eu fui odiado e fui traído. E, no entanto, vós o estais vendo: Eu não odeio. O mundo não pode amar o que não é como ele. Por isso não vos amará. Se fôsseis dele, ele vos amaria, mas vós não sois do mundo, pois Eu vos tirei do meio do mundo.
Foi por isso que Eu vos disse: o servo não e mais do que o seu patrão. Se perseguiram a Mim, perseguirão a vós também. Se me tiverem escutado, vos escutarão também. Mas tudo farão por causa do meu Nome, porque eles não conhecem, nem querem conhecer Aquele que me enviou. Se Eu não tivesse vindo, e não tivesse falado, eles não seriam culpados. Mas agora o pecado deles é sem desculpa. Eles viram minhas obras, ouviram as minhas palavras e assim mesmo me odiaram, e comigo também ao Pai. Porque eu e o Pai somos uma só unidade, juntos com o Amor. Estava, porém, escrito: “Odiastes-me sem razão. Mas, quando vier o Consolador, o Espírito da Verdade que do Pai procede, será por Ele dado um testemunho de Mim, e vós também sereis testemunhas de Mim, por que desde o princípio estivestes comigo.
Isto Eu vos digo para que, quando chegar a hora, não fiqueis abatidos e escandalizados. Está para chegar o tempo no qual vos expulsarão das sinagogas e em que quem vos matar ainda pensará estar dando um culto a Deus, assim fazendo. Eles não conheceram nem ao Pai, nem a Mim. E por isso eles serão escusados. Eu não vos disse estas coisas, assim tão amplamente, antes da hora, porque vos, éreis como uns meninos que mal acabaram de nascer. Mas agora a mãe vos deixa. E Eu me vou. Deveis acostumar-vos com um outro alimento. E Eu quero que o conheçais.
Ninguém mais me pergunta: “Para onde vais?” A tristeza faz que fiqueis mudos. Contudo, é bom também para vos que Eu me vá. Senão, o Consolador não virá. Mas Eu vo-lo enviarei. E, quando Ele tiver vindo, através da sabedoria e da palavra, as obras e o heroísmo, que infundirá em vós. Ele convencera o mundo de seu pecado de deicídio e do julgamento feito sobre minha santidade. E o mundo ficará claramente dividido em réprobos inimigos de Deus e nos que acreditam... Estes serão uns mais e outros menos santos, dependendo de sua vontade. Mas o julgamento do príncipe deste mundo e de seus servos há de ser feito. Mais do que isso Eu não posso dizer-vos, porque ainda não podeis entender. Mas Ele, o Divino Paráclito, vos dará a Verdade inteira, porque não falará de Si mesmo. Mas dirá tudo aquilo que tiver ouvido da Mente de Deus e vos anunciará o futuro. Ele tomará o que vem de Mim, ou seja, o que ainda é do Pai, e vo-lo dirá.
Ainda por um pouco, nós nos vemos. Depois, não me vereis mais. E, depois de passar um pouco, me tornareis a ver.”

(de Jesus à Valtorta – O Evangelho como me foi revelado – Vol. 10)

1 comentário:

  1. Ave Maria! Olá Antonio Carlos, gostaria de lhe perguntar se o sr. possui o arquivo em PDF do referido livro "O Evangelho como me foi revelado", vol. 10, completo. E se o sr., por caridade, poderia compartilhá-lo comigo, pois queria muito ler sobre a Paixão e morte de Nosso Senhor neste livro tão maravilhoso! Desde já, agradeço. Ave Maria!

    ResponderEliminar