segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

A fé que remove montanhas.


As palavras do Verbo de Deus enquanto andava entre nós aqui na terra.

Deus deu um poder místico e sobrenatural a Maria Valtorta para ver e ouvir voltando no tempo de Jesus como tudo se passou.

A fé que remove montanhas.

Do livro “ O Evangelho como me foi Revelado” de Maria Valtorta, vol. 7, pag. 125.
O diálogo de Jesus com um leproso.
Jesus: Que queres? Como podes crer no Desconhecido para ti e ver nele o Esperado? Quem Eu sou para ti? O Desconhecido?
O leproso:  Não, Tu és o Filho do Deus vivo. Como eu o sei e o vejo? Isso eu não sei. Mas aqui dentro de mim, uma voz me gritou: “ Eis o Esperado! Ele veio premiar a tua fé.” Desconhecido? Sim. Ninguém já viu o rosto de Deus. Por isso és o Desconhecido, em sua aparência. Mas o Conhecido és Tu pela tua Natureza, pela tua Realeza. Jesus, Filho do Pai, o Verbo Encarnado, e Deus como o Pai. Eis aí quem Tu és, e eu te saúdo e peço crendo em Ti.
Jesus: E se Eu nada pudesse fazer por ti. E tua fé ficasse desiludida?
O leproso: Eu diria que isso seria a vontade do Altíssimo, e continuaria a crer e a amar esperando sempre no Senhor.
Jesus se volta para a multidão que suspensa está escutando o diálogo, e diz:

Em verdade, em verdade Eu vos digo que este homem tem a fé que remove montanhas. Em verdade, em verdade Eu vos digo que a verdadeira caridade, a fé, a esperança se provam na dor, mais que na alegria, visto que o excesso de alegria ás vezes é ruína para o espírito ainda mal formado. Fácil é crer e ser bons quando a vida não é mais do que um tranqüilo, senão gozoso decorrer de dias iguais. Mas aquele que sabe persistir na fé, na esperança e na caridade, mesmo quando as doenças, as mortes, as desventuras o fazem ficar sozinho, abandonado, evitado por todos, e que só sabe dizer: “ Que seja feito o que o Altíssimo julga que é útil para mim”, em verdade esse homem não só merece a ajuda de Deus, mas Eu Vo-lo digo, no Reino dos Céus está preparado o seu lugar, e ele não conhecerá permanência no lugar da purificação, porque a sua justiça já anulou todas as dívidas de sua vida passada. Vai em paz que Deus está contigo.